Buscar

Centro Ótico lança nova linha de lentes multifocais com tecnologia free form

Teigi, definição de conforto visual e alta tecnologia, lentes personalizadas conforme perfil visual de cada usuário

O Centro Ótico, laboratório óptico referência em distribuição de lentes, oferece ao mercado sua nova linha de multifocais digitais, Teigi, confeccionadas com avançada tecnologia free form, para atingir altos padrões de qualidade e definição na correção visual. Desenvolvidas ponto a ponto na face interna da lente, com extrema precisão, fazendo com que a correção esteja mais próxima dos olhos ampliando o conforto visual em até 30%.

Esta tecnologia permite aperfeiçoar os campos visuais de acordo com a prescrição, altura de montagem e DNP de perto proporcionando ao usuário um excelente equilíbrio das zonas de visão com passagem de grau muito suave e visão de perto larga de acordo com a convergência natural dos indivíduos.

As lentes Teigi, chegam ao mercado em duas versões: Teigi I para usuários de multifocais que buscam tecnologia, melhor custo x benefício, e, excelente equilíbrio entre os campos de visão de longe e perto. Desenhos produzidos conforme prescrição e altura pupilar independente da altura de montagem, o campo de perto terá máximo aproveitamento.

Teigi HD: lentes produzidas para novos présbitas e usuários já adaptados com ao uso da tecnologia de desenho avançado dos multifocais. Com desenhos otimizados conforme prescrição, altura pupilar e DNP de perto, a lente HD ainda possui outros benefícios, como, alto desempenho visual com excelente equilíbrio, dos campos de longe, intermediário e perto sempre respeitando a postura e a convergência do usuário que poderá gravar até quatro iniciais de seu nome nas lentes dando um toque de personalização aos seus óculos.

O consumidor que adquirir as lentes Teigi I ou Teigi HD receberá seus óculos em um box exclusivo contendo certificados de qualidade e kit de limpeza.

Teigi I e Teigi HD estão disponíveis em diversas opções de materiais como:

CR: Incolor Transitions e Polarizada

Trivex: Incolor e Transitions

Policarbonato: Incolor, Transitions e Polarizada

1.67: Incolor e Transitions

1.74: Incolor


Solicite com o seu consultor Centro Ótico o prospecto com as informações completas sobre as lentes Teigi I e Teigi HD.

Óticas

Os riscos de desenvolver DMRI

Degeneração Retiniana
A retina é a estrutura ocular mais sensível e delicada. Dela depende a captação da luz que entra no olho e a sua transformação em sinais elétricos que são enviados ao cérebro para a percepção da imagem.

Por ser uma estrutura delgada e constituída por tecido nervoso é passível de sofrer deteriorações que são chamadas de degenerações.

A mais comum é a chamada degeneração macular relacionada à idade ou senil.


Degeração Macular
É como chamamos as alterações físicas da área central da retina, que se chama mácula. A mácula tem o tamanho de uma letra O e é a parte da retina que usamos para ler, ver televisão, dirigir e ver detalhes. As degenerações maculares pode ser relacionado com a idade, (pacientes em geral acima de 50 anos) ou não. Podem ser hereditárias, por diabetes, por alteração nutricional, por traumatismo, por infecção.

A degeneração macular provoca diminuição da visão e sua evolução varia com a causa, com cada paciente e de modo diferente em cada olho, conforme o grau de comprometimento.


As degenerações maculares relacionadas com a idade são a causa mais freqüente de perda da visão central em pessoas com mais de 50 anos de idade. Elas podem se apresentar sob duas formas: as chamadas, "seco" (atrófica) (70%). A DMRI seca é caracterizada pela formação de pequenos depósitos amarelados sob a mácula. Estes depósitos são chamados de "drusas" e podem fazer com que a mácula fique mais fina e completamente ressecada. “E a úmida” (cistóide) (30%).


Estas degenerações pioram com a exposição aos raios azuis do espectro solar, com o fumo ou exposição ao tabaco e com a hipertensão arterial não controlada. As degenerações maculares é detectado pelo exame oftalmológico de rotina e quanto mais cedo é feito o diagnóstico, maior é a chance de retardar e reduzir a severidade da doença.


Como esta doença se desenvolve?

Apesar de a luz ser vital para nossa visão, ela também pode fazer mal. Quando os raios ultravioletas (UV) interagem com o oxigênio, radicais livres-moléculas com pares desequilibrados de elétrons - são gerados. Estes radicais livres podem danificar as células da macula nos seus olhos, causando a formação de toxinas ("drusas") e algumas vezes o crescimento de finos vasos sangüíneos sob a mácula.


RETINOSE PIGMENTAR
Outro tipo de degeneração que afeta a visão e a retinose pigmentar, patologia congênita que afeta a visão periférica poupando à central. O paciente com retinose pigmentar experimenta um gradual declínio da visão noturna e, posteriormente a perda do campo visual.

Outras formas de degeneração retiniana menos comuns prejudicam substancialmente a visão e podem ser manejadas pelo oftalmologista.

Como posso reduzir o risco de desenvolver DMRI?

Os cientistas ainda estão pesquisando as causas da DMRI, mas as recomendações atuais incluem:

- Proteção dos seus olhos contra os raios ultravioletas usando lentes com tratamento especial, fabricada pela Blockel.
- Ingestão de uma dieta pobre em gorduras, rica em vegetais e folhas verdes, tais como espinafre e couve.
- Fazer exercícios regularmente.
- Parar ou nunca começar a fumar.

Uso de lente de proteção contra a luz solar
Sabe-se através de pesquisa que é importante a proteção da retina contra a radiação solar, em especial nos que têm doenças degenerativas da retina, pois a radiação acelera um processo de catarata precoce e anula o efeito da vitamina A na retina. Por isso recomenda-se o uso de lentes protetoras contra raios ultravioletas e raios azuis.

As tonalidades de tratamentos especiais (âmbar e marrom) também são boas tonalidades de uso geral. Elas têm o benefício adicional de reduzir a claridade e têm moléculas que absorvem frequências de cores mais altas, como o azul, além dos raios UV. Há pesquisas que sugerem que as frequências de luz perto da UV, como o azul e o violeta podem contribuir para a formação de cataratas ao longo do tempo. Na realidade, existe no mercado uma versão chamada “bloqueadores de Azul”.

Na retina humana normal existem receptores sensíveis às cores, os cones, que contêm pigmentos seletivos para a cor, verde, vermelha e azul. A deficiência de cores ocorre quando há uma redução na quantidade de um ou mais desses pigmentos.



A partir de sua descoberta foram criados inúmeros testes para detectar a presença do daltonismo, sendo o mais popular o Teste de Ishihara.


alt

Amsler® Grid - pessoas com visão normal. Amsler Grid  - pessoa com D.M.R.I.


Daltonismo
Conhecido também como "cegueira para as cores" o daltonismo não é tido como uma deficiência física de grande significado apesar de dificultar, e muitas vezes impossibilitar, uma série de atividades profissionais e do dia-a-dia. Apesar de não existir nenhum tratamento, têm se desenvolvido alguns recursos ópticos para facilitar a identificação das cores.

Os tratamentos especiais para cada tipo de patologia acima citada como: Fatores de Bloqueio – B-50 – B-60, Filtros tons de azul para Daltonismo, são de fabricação própria da Blockel.



Blockel Indústria e Comércio Ltda.
Jorge Y. Oda – Depto. Técnico.

© 2014 - Centro Ótico | Todos os direitos reservados